Referências Criativas - foto / arte



O duo formado pelos artistas plásticos Mitra Saboury e Derek Paul Boyle, denominado Meatwreck, chamou minha atenção na última semana quando as postagens do instagram deles vieram parar na minha timeline.

Mitra é britânica e sempre usou seu corpo de forma sensual e sensível em instalações, fotografias e esculturas. Seu trabalho tem um teor provocante e combinou perfeitamente com as ideias de Derek, artista visual que sempre empregou o antropomorfismo em objetos do cotidiano, propondo novas formas de enxergar tais elementos.

O resultado dessa união, mais do que feliz, vocês conferem abaixo. Ah, sigam o perfil lá no instagram: https://www.instagram.com/meatwreck/











Referências criativas - Verão 2017


O start veio com a coleção de verão da Dolce & Gabbana. Comercial, com referências lindas às porcelanas chinesas, delicada e ultra feminina.



O que se seguiu foi um estouro nas marcas que apostariam neste elemento. Principalmente as do segmento calçadista. Sophia Webster, Gucci, Loefer Randall, Paul Andrew e, é claro, Dolce & Gabbana trouxeram seus modelos estampando desenhos azuis de fundo branco.



Em 2014 e 2015 marcas como Dior, Zuhair Murad e Roberto Cavalli também já tinham jogado suas fichas apostando na referência. E não é de hoje que este tipo de elemento é utilizado. Tanto a arte quando o design de mobiliário já são adeptos deste tipo de padronagem, criando peças incríveis e cheias de vida.





Além do requinte que estas peças carregam, vale ressaltar que são inspirações mais do que ricas quando falamos em design de superfície. A infinidade de estampas que podem ser produzidas a partir de elementos como este é incalculável!











A arte como alívio para a depressão




A depressão, segundo a OMS, é a principal causa de suicidios pelo mundo. No Brasil, de acordo com a pesquisa feita pelo jornal O Estado de S. Paulo, houve um crescimento de 705% dos casos de suicídio motivado por depressão nos últimos 16 anos!

Dos cerca de 28 suicídios POR DIA registrados no país, 2% é devido à depressão, porém como a doença não é comumente registrada na certidão de óbito, a porcentagem pode ser ainda maior.

A Revista Exame publicou no início deste ano uma matéria falando onde estão concentrados os maiores índices de casos de depressão do país e, para espanto geral, eles estão no SUL. No Rio Grande do Sul 13,2% das pessoas com 18 anos ou mais já foram diagnosticadas por um profissional de saúde. Em seguida vêm Santa Catarina, com 12,9%, e Paraná, com 11,7%. A matéria cita ainda que, de acordo com dados do IBGE, 11 milhões de brasileiros (acima dos 18 anos) foram diagnosticados com a doença, em 2013.

Quem não sucumbe ao ato de tirar a própria vida encontra em atividades ligadas às artes uma maneira de combater esse mal silencioso. Atividades como as “faça-você-mesmo” (DIY em inglês), onde se trabalham pequenas criações manuais para o dia a dia até mesmo a pintura e a fotografia, são ótimos exercícios para acalmar a mente e aliviar parte dos sintomas da doença.

As fotos a seguir são de uma série assinada por Christian Hopkins, um jovem de vinte e poucos anos, diagnosticado com depressão desde os quatro anos de idade.



Segundo ele, muitas das fotos foram feitas durante fortes crises e ele mesmo cogitou destruí-las em um dos ataques severos que teve. Seus amigos o encorajaram a publicá-las na esperança de ajudar outros e para que ele mesmo mantivesse um propósito em sua vida.













SAIBA MAIS:

ABRATA – Associação Brasileira de Familiares, Amigos e Portadores de Transtornos Afetivos -

EXAME – Onde vive a maior porcentagem dos brasileiros diagnosticados com depressão -

Folha de S. Paulo – Depressão é a doença mais incapacitante, segundo OMS -

Estadão – Mortes por depressão tem aumento de 705% em 16 anos

Inspirações do street style nova iorquinho - sapatos



O verão de NY mostrou algumas ideias interessantes no que diz respeito aos modelos de calçado preferidos pelas mais antenadas.

O conforto divide espaço com a ultra feminilidade das sandálias de salto fino, nem sempre adequadas para quem tem uma rotina corrida e precisa ficar de pé muito tempo.

Tênis e flats são o ápice do conforto para quem caminha muito e não quer ter a sensação de pés destruídos ao chegar em casa.







Modelos básicos em tons de branco, cinza e preto evocam o espírito esportivo que há algumas temporadas vem se fazendo presente dentro e fora das passarelas.

As flats são, em sua maioria, versões mules, sem a parte de trás do calçado. PONTO EXTRA: praticidade.






Há quem chame-as de "sapato de vovó no hospital". Bobagem.

Elas são tão atuais e indispensáveis quanto seu novo smartphone.

Em matéria de sandálias, os saltos finos aparecem aliados a cabedais feitos em camurça e couro liso, com pouca ou nenhuma estampa.














"Básicas", alguns diriam. Mas preste atenção nas amarrações, nas traseiras e nas cores.

De básico somente uma análise superficial.




*fotos: WWD


Na pauta - prata!



Os couros metalizados dão um show à parte quando falamos em calçados.

São eles os responsáveis por produções incríveis, onde a estrela brilha (quase literalmente) nos pés.






Geralmente quando falamos em materiais metalizados pensamos em sandálias glamourosas para festa, com saltos altíssimos e pedrarias incrustadas.

Ledo engano.

Uma das grandes novidades para esta e as próximas temporadas é a utilização do material em modelos com recortes masculinos, como os loafers e os oxfords.



Algumas marcas agregam um salto mais alto nestes modelos, adaptando a fôrma de um scarpin aos detalhes de um brogue ou um loafer com franjas.

Marcas como Tod's, Sam Edelman, ACNE, Nike, Gianvito Rossi, Phillip Lim e Jimmy Choo são algumas das que apostaram suas fichas na tendência e lançaram seus modelos prateados.


TÁ, MAS COMO COMBINA?

Calças de alfaiataria com corte levemente ajustado e blazers sequinhos, shorts de algodão ou linho com blazers oversize ou ainda, vestidinhos com cara romântica e ultra feminina, para quebrar o visual pesado que alguns modelos carregam.




E ONDE COMPRA, PELAMORDEDEUS?


Calma. Algumas marcas esão trazendo suas versões para a estação, como a Cristófoli, de Novo Hamburgo/RS.

Outra que apostou na referência é a Schutz. E já tem nas lojas para vender!!!

Vale a pena conferir.







Publicidade