Wednesday, March 23, 2011

The Rocky Horror Picture Show



A premissa do filme teria um quê bem sinistro não fosse uma palavrinha no texto a seguir: “Jovem casal (Susan Saradon, Barry Bostwick) vai parar no castelo do Dr Frank-N-Furter (Tim Curry), um travesti que hospeda uma convenção anual para revelar a sua criação, um jovem chamado Rocky Horror.”

Adivinhou qual a palavra?

O musical The Rocky Horror Picture Show foi exibido em 1975 e não precisamos fazer muita força para imaginarmos o que se sucedeu. Misturando elementos de comédia erótica, horror, musical e ficção científica, TRHPS (a sigla para o filme) ganhou status de cult pela parcela da população mais aberta e menos conservadora.

Uma crítica bem humorada [e descarada] sobre os filmes de ficção científica da época, TRHPS revelou-se uma forma de libertação de certos paradigmas daquele péríodo (e que se adaptam ainda à sociedade atual) referentes, principalmente, à sexualidade.

O personagem principal (interpretado por Tim Curry) é um cientista travesti vindo de um planeta chamado Transilvânia, da galáxia Transsexual. “Ele e seus dois “servos” foram enviados à Terra para estudar os métodos de reprodução dos humanos com o objetivo de dar continuidade à sua espécie, onde o contato íntimo tornou-se tão comum quanto um aperto de mão.”

Fora esses lances pra lá de esquisitos, a questão gira em torno da forma como nos prendemos aos conceitos que nos são “impostos” pela sociedade onde nos encaixamos. Para Frank, a Terra era como uma cidade diferente, onde ninguém lhe conhece e você pode ser quem você quiser. Os outros dois personagens da história (Brad e Janet, interpretados por Barry Bostwick e Susan Sarandon) são os certinhos da cidade, porém a cabeça dos dois muda depois de passar por uma experiência sexual com o Dr. Frank.

O mais engraçado é perceber que somos cercados por Brads e Janets, que ainda seguem padrões de comportamento quase celibatários, em nome de uma conduta que parece normal. A ideia não é estimular o sexo descontrolado, promíscuo, muito pelo contrário, mas pregar uma forma libertadora de controlar o próprio corpo, as próprias vontades.

Algumas curiosidades sobre o filme:

Em um cinema de Munique está em cartaz desde o seu lançamento, no recorde mundial de maior tempo de permanência. O filme passa na sessão da meia noite.

O seriado americano "Glee" fez uma homenagem ao filme em um episódio de Halloween chamado "The Rocky Horror Glee Show". O episódio, o 5º da 2ª temporada, foi ao ar nos EUA no dia 26 de outubro de 2010, sendo dirigido por Adam Shankman.

Em 28 de Outubro de 2010, aconteceu uma apresentação para celebrar os 35 anos do filme, que reuniu vários atores de séries americanas.

Em 2011, Britney Spears lançou o videoclipe da sua música "Hold It Against Me" contendo cenas inspiradas no filme (aquela boca vermelha cantando algumas partes da música).

Tim Curry (Frank N Furter) com Barry Bostwick (Brad) e Susan Sarandon (Janet)



Frank com seus dois servos, Riff Raff e Magenta


Número de "Sweet Transvestite"






















Abração, Doug Oberherr


SIGA-NOS @FASHION_INSIGHTBR