Wednesday, May 25, 2011

Esquizofrenias coletivas




Não é de hoje que tenho a vontade de escrever sobre o assunto, mas somente agora abri o Word e decidi colocar alguns dos meus pensamentos aqui. 


Às vezes rola um momento com insights bons e a gente precisa aproveitar, senão ele passa e você perde o timing, vira obsoleto, sem graça. Para isso tem o twitter. 

Falo por mim, que me presto a analisar minha timeline e perceber certos elementos que me dão a impressão de presenciar verdadeiras esquizofrenias coletivas porque os fragmentos da realidade das pessoas que sigo poucas vezes seguem uma linha de raciocínio lógico. 

Na verdade, nosso pensamento quase nunca é lógico e o que vemos aparecendo na telinha mostra que ou estamos em um hospício online, ou precisamos nos inteirar mais sobre a realidade de quem seguimos. 

São mundinhos particulares que desfilam sobre nossos olhos, geralmente com expressões de rancores ou alegrias extremas que fazem com que tenhamos a impressão de que nossos amigos ou tomam prozac ou ritalina. #tenso 

Não tenho a menor pretensão de incitar a busca pelo conhecimento supremo sobre o comportamento humano pelas formas de comunicação da contemporaneidade, sob um viés “mafesoliano”. 

Calma. 

Nossas esquizofrenias via twitter são normais porque, como disse no início do texto, são fragmentos de “mundinhos pessoais”. São aceitáveis porque nos fazem pensar, nos fazem questionar, nos fazem rir. É normal, faz bem e “todo mundo faz”...


SIGA-NOS @FASHION_INSIGHTBR